terça-feira, 20 de junho de 2017

TROVOADA MOLHADA??

No Silêncio de uma esplanada vazia ... ouve-se o som de um trovão. Será uma trovoada seca??? Mas com este calor até que sabia bem umas gotinhas frescas.

Fui ver!

No céu, lindos raios coloriam a paisagem de nuvens cinzentas.
Trovões e relâmpagos marcam o início das gotas gordas que rapidamente molharam todo o chão.

Durante uns 15 mn choveu torrencialmente e molhou fortemente. No entanto quando parou ... o calor continuou e rapidamente se extinguiram os vestígios da chuvada.




Nuns locais trovoada molhada,
noutros ...  trovoada seca.

As gotas gordas que molharam o chão ...
pareciam as gotas, das lágrimas que não conseguiram molhar o chão.

Mas será que essas gotas vão conseguir "molhar o chão" de quem tem poder para implementar uma nova política de prevenção de fogos em Portugal??????

sexta-feira, 16 de junho de 2017

ALGURES EM BELÉM


Atrás de um pilar,
frente a um lago,
com horizonte de Tejo, 
e no Silêncio de um local perdido ... algures por Belém - Lisboa.

Movimento?? ... gaivotas que voam ... barcos que navegam no rio.

Este é um dos poucos locais bem silenciosos mesmo com calor de Verão.




 Onde???
... algures entre:
a) o Monumento aos Combatentes do Ultramar


b) e um farol da Doca Pedrouços

terça-feira, 13 de junho de 2017

MONTEMOR: ECOPISTA


A Ecopista do Montado tem 13 km de distância e liga Montemor-o-Novo a Torre da Gadanha. 
Resulta da reconversão de um antigo ramal ferroviário. Ao longo do caminho são bem visiveis os vestigios ferroviários como: sinais, catenarias e estação de comboios CP.






O caminho tem algumas zonas de descanso, e a "companhia amiga" do castelo de Montemor no horizonte.





Ao longo do caminho sentimo-nos envolvidos e abraçados pela paisagem. Ao nosso redor, para qualquer ângulo que viremos a cabeça é só campo, onde dominam os sobreiros e as azinheiras.


Um excelente local para um exercício matinal, antes dos grandes calores da tarde.

domingo, 11 de junho de 2017

RÉPTEIS


Não gosto de répteis. Pouca gente gosta de répteis.

Mas eles têm uma particularidade muito especial e formativa - têm paciência para esperar pelo momento.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

CASTELO DE MONTEMOR

Achei estranho quando me convidaram para ir ouvir o vento. Mas aceitei.
Fui ao castelo de Montemor-o-Novo ouvir o vento.

E naquele lugar antigo, já com as muralhas pouco visíveis, ouve-se o vento com mais intensidade... e não se ouve mais nada ... só o som de um vento forte por entre as árvores.

Entrei:

Castelo Montemor-o-Novo

Ouvi o vento ...
e encontrei pedaços de castelo:

Castelo Montemor-o-Novo

Castelo Montemor-o-Novo

Castelo Montemor-o-Novo

E pedaços menos despedaçados:




E ângulos magníficos:

sexta-feira, 2 de junho de 2017

BOM DIA!! ... É SEXTA

Um grande BOM DIA para todos :)

Um Bom dia de sexta é diferente de um bom dia de segunda ou de quarta.
Um Bom dia de sexta é especial ;)
tem cheiro a sonho,
a planos e a aventuras.
Tem cheiro a mar e ao sonho de caminhar na areia dura duma maré vazia, durante horas ... e até cansar.

Baleal - Peniche

Um BOM DIA com cheiro a maresia :)

quinta-feira, 1 de junho de 2017

PÉ ANTE PÉ

Pé ante pé,
dia após dia,
desafio após desafio.

Com paciência para tolerar as quedas
e perseverança para voltar a caminhar.

E com um grande sorriso de criança :)

terça-feira, 30 de maio de 2017

O MEU JARDIM


Este é o jardim que tenho todos os dias.
Não é grande,
não tem flores coloridas,
não tem pontes,
não tem vista de rio,
não tem som de pavões,
nem lagos com gansos.
Mas é o jardim que tenho todos os dias.

E pela manhã,
indiferente  aos passos apressados, 
aqui está ele ... sozinho e silencioso,
com uns bancos novos, de madeira ainda cheirosa.

Este é o jardim que tenho todos os dias.
Vou parar e apreciá-lo,
e dar-lhe valor,
porque é ele que me dá os Bons Dias.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

ALDEIA DO CODEÇAL

Um dia fui parar à Aldeia Turística do Codeçal, na freguesia de Gosende, Castro Daire, em plena Serra de Montemuro.
Uma aldeia onde moram 8 pessoas e as casinhas são todas de pedra.
Uma aldeia onde ao acordar se ouve água a correr e o som dos animais a pastar.
E não se ouve mais nada!!

Acordei cedo e fui seguir os sons:

1. De onde vem este som de água?? Não estou no Gerês!
Fui ver e encontrei um tanque de pedra com uma bica de água corrente. Água pura e gelada.

2. Mais à frente um som de animais. E encontrei alma vivente: um rebanho de ovelhas e um pastor.

3. E mais???
Percorri a aldeia e não encontrei mais ninguém.

Mas encontrei um local onde dá prazer respirar e apurar o ouvido.
Por todo o lado há água a correr, ou no tanque, ou pelo chão em pequenos regatos.

E também encontrei pessoas incríveis!! Gente simples que acolhe os seus hóspedes como príncipes.
Gente que tem o cuidado e o carinho de trazer em último para a mesa o pão que estiveram a acabar de aquecer. Sim, o pão vem em último mas não é por acaso, é propositadamente, para que chegue às nossas mãos ainda bem quentinho.

Gente que se alegra com a presença dos hóspedes e os trata como se familia se tratassem. E todos na mesma mesa compartilham uns bons momentos de convivio, como se fossem todos Amigos de longa data.

Cheguei ao fim do dia, num dia de Primavera. Fui caminhar no Trilho dos Carvalhos - PR3 Castro Daire, com uma paisagem de montanha e um frio de rachar.


http://www.aldeiadocodecal.com/

sábado, 27 de maio de 2017

NENÚFARES

Hoje havia Nenúfares para todos os gostos.

Nenúfares

Nenúfares

Nenúfares

No canto mais Silencioso do Parque das Nações, onde no ano passado conheci a Mamã Pata ...
http://espaco-tempo-silencio.blogspot.pt/2016/07/mama-pata_27.html

Hoje o canto fez-me uma surpresa: imensos e coloridos Nenúfares.

Neste pequeno canto, pouco conhecido, até os patos descansam calmamente.


As coordenadas para o canto mais Silencioso são um enigma fácil de decifrar, basta caminhar até à zona mais a Sul do Parque das Nações e procurar o edifício da Tekever.