segunda-feira, 7 de março de 2016

ERICEIRA

Será uma loja de Surf?
Será uma vila pitoresca?
Ou ambas?

A cadeia de lojas de Surf com a designação de Ericeira nasceu em 1996 com a inauguração da primeira loja nesta vila que lhe deu o nome - ERICEIRA.
Desde então tem sido um sonho que cresceu e se espalhou pelo país, contabilizando atualmente 23 lojas.
PARABÉNS ao sonhador que não se ficou só pelo sonho!!

Mas Ericeira é muito mais que uma loja de Surf.
Ericeira é uma vila com vida e com história.
Atualmente é uma vila turística e muito dedicada ao Surf. Basta dizer que foi na Praia de Ribeira d'Ilhas que decorreu uma das provas do ASP World Tour. Para não falar no tão conhecido MOCHE, que é a principal competição de surf nacional, e também esta conta com provas na Ericeira.

Os surfistas elegeram Ericeira para a prática do Surf porque realmente tem umas ondas diferentes. E muita gente aqui vem passear para contemplar as ondas. Toda a zona costeira ao longo da vila tem bancos de jardim para um descanso com boa vista.
Ericeira é atualmente a única reserva europeia de surf e a terceira melhor do mundo.

Quando aqui se chega realmente cheira a Surf, desde as placas feitas de pranchas, aos vários hostel espalhados pela vila. E ao olhar ao redor ficamos com a sensação de ver fatos de surf pendurados por toda a vila.

Mas nem tudo é SURF...


Eis que chego de carro.
O acesso é muito fácil pois a A21 acaba mesmo na rotunda onde se vira para Ribeira d'Ilhas e Ericeira vila. E depois é só descer e estacionar com vista. (porque é Inverno)
Pois ... alguns casais ficaram dentro do carro a apreciar as ondas. E até lancharam lá dentro.


Hum... mas galinha de campo não quer capoeira ... e lá me equipei para o vento frio e chuviscos, e lá fui ver as ondas, mas mais de perto.
Começo por fixar pontos de referência que me permitiriam voltar ao carro no regresso.
E vou descendo até ao mar.
Ao longe o pequeno farol marcava o objetivo final.

E desço pelas ruazinhas estreitas em direção ao mar.
Quero ver o mar! Quero contemplar o rebentar das ondas!




E cá estou eu sentadinha num dos bancos à beira-mar.
Será que estou bem disfarçada??

Nem tudo é Surf, também existe a zona piscatória, que representa uma fatia importante da economia local.
A região antiga da vila tem uma decoração em azul e branco, fazendo lembrar uma ilha grega.

E continuo a minha caminhada rumo ao farol. Por entre as ruas estreitas, as marisqueiras e os restaurantes de peixe fresco.
Passo para além, e atinjo uma zona mais solitária. Finalmente sinto a areia!!

Mas o objetivo foi abortado. O caminho para o farol estava vedado por questões de segurança.
Muito obrigada! Alguém se lembrou que há malucos para tudo...

De regresso cruzo de novo o Vila Galé e detenho-me a pensar na super vista que alguns quartos devem ter... e no cheiro a maresia que deve entrar pelas janelas...



E regresso ao pôr-do-sol. Que belo passeio, perdida no tempo, na vista e no furor das ondas.






Antes de entrar na Auto-Estrada ainda paro no Pão da Vila para um cházinho sem vista.
Adeus Ericeira, regresso ao meu mundo, perdida nos meus pensamentos acabo me enganando no caminho e ainda vou dar uma volta forçada à rotunda do Montijo.
O mundo oposto... que contraste!!