segunda-feira, 28 de março de 2016

LEITURA POR SMS

Recebo um SMS a recomendar-me a leitura do livro "A arte de não amargar a vida" do psicólogo Rafael Santandreu.
Este médico exerce a sua profissão em Barcelona, local onde  também tem consultório.

No fim do almoço e antes de entrar no edifício onde trabalho, dou um salto à livraria mais perto e pergunto pelo dito livro. A empregada responde que só tinha disponível a versão de bolso. E eu respondo: " ... É isso mesmo, é mais leve e ocupa menos espaço em casa"...

Vou "devorar" este livro nas minhas viagens de metro e em todos os tempos mortos (que são poucos). Confio na opinião dos meus Amigos. Até já e boas leituras.



Resumo da contracapa, (tirado da FNAC):
«O principal inimigo dos psicólogos é o denominado neuroticismo, isto é, a arte de se afligir através da tortura mental. A depressão, a ansiedade e a obsessão constituem os nossos principais inimigos e quando nos deixamos apanhar por eles, perdemos a capacidade de viver a vida em plenitude. A vida é para desfrutar: amar, aprender, descobrir… o que só pode ser feito quando tivermos superado as nossas neuroses (ou o medo, o seu sintoma principal). (…) Costumo dizer aos meus pacientes que o meu objetivo último é torná-los fortes emocionalmente. Essa força permitir-lhes-á desfrutar da vida em plenitude. "Aqui não ansiamos por vidas ‘normais’, cinzentas ou simplesmente estáveis", digo-lhes eu. "Queremos aprender a aproveitar todo o nosso potencial." A neurose é um travão à plenitude e a saúde emocional um salvo-conduto para a paixão e para a verdadeira diversão. É possível aprender! (…) Podemos criar uma vida livre de medos, aberta à aventura, plena de realizações. Quando tivermos transformado a nossa mente, seremos mais capazes de desfrutar das pequenas e grandes coisas da vida, seremos capazes de amar - e de permitir que nos amem - com maior intensidade e teremos uma imensa dose de serenidade interior. Seremos mais como o fotógrafo aventureiro Robert Capa, grande amante da vida, neste caso amantes da nossa própria vida.»


(01) Comentário a 30/03

O livro é bom, recomendo.
Tem todas as teorias que sempre defendi e acreditei e baseada nas quais dei muitos conselhos ao meu redor.
Mas passar da teoria à prática não há livro nenhum que explique essa fórmula mágica - está dentro de nós!

Saliento o excerto:
"... Em geral, a força emocional, o diálogo interior correto, aprende-se na infância (...) Contudo ... em qualquer idade, todos podemos mudar a forma  como pensamos para torná-la mais positiva e construtiva. Todos nos podemos reeducar para a calma e a felicidade (...)
... As pessoas emocionalmente fortes têm um imenso cuidado em não dramatizar nunca as possibilidades negativas da sua vida ...

(02) Comentário a 20/04

O livro relata o caso dos pacientes do autor. Apresenta os casos mais extremos e de como ele conseguiu ajudá-los. Casos de pessoas com problemas físicos ou doenças incuráveis que conseguem ser felizes.
Basicamente ele leva as pessoas a compreenderem que para viver só é necessário água e comida. O resto são desejos, não são necessidades. E os desejos se não se concretizarem não podem trazer infelicidade.
Claro que toda esta teoria é bonita de se ler... mas houve pessoas que conseguiram melhorar de vida com esta teoria. Vamos acreditar...