sábado, 14 de maio de 2016

GUINCHO: DUNA da CRESMINA

Duna da Cresmina é um centro de interpretação criado para divulgar a fauna e a flora da zona dunar Guincho - Cascais, e está integrado no Parque Natural Sintra-Cascais.
Aqui começa um passeio circular sobre um passadiço de 1,5Km, que nos leva a conhecer a zona dunar. Ao longo do passeio encontram-se vários painéis informativos sobre o tipo de vegetação e os animais que ali vivem.

É um passeio sempre sobre as dunas, mas que apresenta uma paisagem variada: ora só areia, ora com com vista de mar, ou ainda com zonas floridas. Mas o mais fascinante é a zona em que somos transportados para o deserto, quando avistamos montes formados só por areia e com formato ondulante.


Duna da Cresmina também é um bar, localizado no Centro Interpretativo, e com comidas modernas e leves. O bar está bem decorado e com cheiro a madeira. Conta com uma esplanada de onde se têm grandes vistas sobre as dunas e sempre com praia no horizonte.
Que belo pôr do sol!!! Uma vez que o sol se põe a Oeste e estamos a falar da costa oeste do país.

Mais informação sobre o bar: http://dunadacresmina.com/

Para além destes 1,5Km a zona também apresenta outras alternativas para quem for mais exigente na extensão da caminhada.
Guincho não é só "Bar do Guincho" também há bons kilómetros de percursos marcados e por marcar, mas todos eles satisfazem o requisito de um bom passeio com uma super vista de mar.

- Claro que o "Bar do Guincho" é especial, não sei explicar porquê, mas há como que magia naquele local. Embora esteja sempre cheio e com fila para pedir a comida, e até se tenha que esperar por mesa vaga, mas é um local especial, e como tal sabe bem de qualquer forma: com chuva, com sol, com frio, com calor, com gente, com silêncio ou com barulho, ...
- "Duna da Cresmina" é um bar com uma vista ampla e de grandes horizontes.
Ambos satisfazem os requisitos de um fim de tarde esplêndido e relaxante, e com muito Silêncio interno.


Mas vamos à caminhada de 10Km. Por entre subidas, descidas, passeios pela areia, zonas de falesia, vistas sobre as rochas e o mar, caminhos floridos e pedras bonitas. Em algumas rochas do caminho encontram-se alguns vestígios de fósseis de corais, o que permite saber que toda aquela zona já esteve submersa pelo mar em tempos remotos da nossa história como planeta, talvez na era mesozoica.
De passagem pela praia podemos ver as rochas bem no centro da praia do Guincho que se crê constituirem a chaminé de um vulcão. A provar esta teoria pode-se constatar a posição obliqua para que estão viradas as rochas a oriente e a ocidente desta chaminé. Todas as rochas a oeste deste centro estão obliquamente inclinadas para o mesmo lado, enquanto que a este estão viradas ao contrário.

Vamos ver as vistas??? ;)
















Fósseis de corais.

Fóssil de Amonite (molusco do período Cretácico)

São estas as rochas que se crê terem sido a chaminé de um vulcão.

Como vêm pela imagem de satélite é fácil, basta seguir de Cascais na estrada junto ao mar e virar à direita junto à praia Grande do Guincho. Andar 400 metros e logo encontrarão o estacionamento do Núcleo de Interpretação.

Bons passeios, boas vistas, bom ar, e ...