sábado, 23 de julho de 2016

LISBOA: POKEMON GO

PokeStops no Parque das Nações

Ao atingir o Parque das Nações saindo pelo Centro Comercial Vasco da Gama encontrámos logo um casal encostado ao gradiamento com telemóveis na mão em posição de Pokémon. Apanhados!! Já vimos dois ... hum ... não estamos sós. Afinal isto é popular ;)

Vamos lá procurar os PokeStops cá do sítio.

Parque das Tágides está com Lure!!! Yupi!!! Vamos até lá.



 Ao chegarmos ao Parque das Tágides olhámos à volta e não estavamos nada sozinhos, muitos mais estavam a caçar os bichinhos simpáticos.
A sombra das árvores, os bancos e muros faziam daquele PokeStop um local agradável para se passar umas horas a jogar Pokémon.
Pois ... eu digo umas horas ... porque na realidade este foi hoje o PokeStop do Parque das Nações mais concorrido.
Passado algum tempo já o pessoal falava uns com os outros, já sabiamos quais os Pokemons que existem em Beja, Amadora, Sintra e até Oliveira de Azeméis. Bom ... vem gente de todo o lado ... parece que o Parque é famoso por ter muitos bichinhos virtuais a passear, lol

Aprendemos muito, trocámos experiências, técnicas de jogo, truques, etc ..
E ficámos a saber que é mesmo preciso andar por todo o país para conseguir mais tipos de Pokemons, e que mesmo assim não se conseguem ter os 151 todos, porque alguns não existem em Portugal, é preciso caminhar noutros continentes.


Mas enquanto estavam absorvidos na caça aos bichos a água do rio ia subindo e as aves iam voando para outros locais.












Os outros PokeStops do Parque das Nações tinham muito menos gente, embora muitos deles também tenham sombra e sítio para sentar.
Ainda fomos até à Marina, ao vulcão do Casino, estátua frente ao Centro Comercial e estátua junto ao Pavilhão de Portugal.



Ficou a memória de um dia de super calor passado no fresco da sombra dos pinheiros, a fazer algo diferente do comum.


E aqui fica o registo de quem vive num dos cantos mais escondidos e Silenciosos do Parque das Nações, onde os Pokemons ainda não chegaram.