quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

PORTO: ALIADOS


Sentado no meio da avenida traço uma panorâmica de 360 graus.
Em cima, em baixo, dos lados,
avistam-se todos os limites,
todas os edíficios tipo monumento que rodeiam a avenida.
Sentado no centro sinto-me a apreciar um "canyon urbano".

Ao longe, o burburinho das pessoas que passam, e de algum trânsito calmo e sem pressas.
Ao perto, o som intenso das gaivotas barulhentas que a sobrevoam, e o toque periódico do sino.

Movimento a cadeira em busca do sol que chega por entre as árvores.

Assim é, a Avenida do Aliados,
num dia calmo, com Tempo e Silêncio.