domingo, 15 de janeiro de 2017

ALENTEJO: LUAR

Uma noite de luar no meu Alentejo...
não há luzes de povoação,
e o céu fica repleto de constelações.

Uma noite de luar sobre as águas calmas.
A lua ilumina e forma um risco largo e cintilante.

Ao fundo ouve-se um como que "uivo",
produzido por algumas aves que ainda se movimentam.

No Silêncio da noite os únicos passos que se ouvem
são os movimentos de alguns coelhos que saíram da toca.

Lá ao longe uma pequena luz, muito pequena e redonda ...
um pirilampo que se avista sobre os arbustos da margem.

Volto o olhar a luz do luar sobre as águas,
está diferente ... ficou mais larga.
E se parar o olhar sobre as águas cintilantes,
os pontos brilhantes mexem-se com maior intensidade,
ganham movimento e dançam, elevando-se no ar.

Quando voltar à minha rotina diária,
às buzinas da cidade, vou recordar:
o brilho do luar,
o som da água calma,
o coaxar das rãs,
o grasnar dos patos,
o pirilampo que dançou só para mim,
e a lua que me mandou levantar da terra,
onde havia contemplado o meu cenário.

Boa noite.