quinta-feira, 19 de outubro de 2017

CANOAGEM AO ENTARDECER

Numa das melhores barragens do Alentejo:
Estava um Silêncio assustador ... um Silêncio mais silencioso que o normal.
- As águas estavam mais calmas que o normal.
- Os peixes estavam estranhos, com a boca aberta à superfície.
- As aves em maior número que o normal, pintavam o céu coberto de nuvens.
- As garças cinzentas soltavam uns guinchos, que mais parecia um Kiai japonês.
- Os bandos esvoaçavam e produziam um som estridente ao voarem todos ao mesmo tempo com as suas asas a baterem na água. E estavam teimosos, de uma teimosia estranha e anormal ... voavam e voltavam ao mesmo local quando a pagaia parava, como que reclamando a posse do território e chamando-me intruso :)














Canoagem em águas calmas, numa reserva natural de aves ... torna-se uma boa forma de "dar um mergulho de natureza" e um excelente momento de Espaço, Tempo e Silêncio.

Observar uma paisagem de cima para baixo é muito diferente de observar a mesma paisagem de baixo para cima, porque quando a observamos de baixo para cima tornamo-nos partcipantes dela.




domingo, 15 de outubro de 2017

CAMINHADA NO ESCOURAL

Fui caminhar no Melhor Alentejo do Mundo, com o grupo Alcáçovas Outdoor Trails. Foi uma caminhada estilo familiar, em que o guia até dispensou apresentações - "a malta é toda conhecida".

A caminhada iniciou-se no centro de Santiago do Escoural, onde se localiza a Gruta do Escoural, que deve a sua fama aos vestígios de arte rupestre do Paleolítico existentes no seu interior (visitas, só com marcação, de terça a sábado, 2 grupos por dia, grupo de 2 a 10 pessoas, preço de 3eur/pessoa).



Dos Cravos de Abril à Serra de Monfurado e regresso, foram cerca de 10Km bem calmos, por entre trilhos de sobreiros e zonas de pastorícia.







Por onde passo sem sujar o pezinho???? :)

As ovelhas são bem espertas, escolhem a sombra do chaparro :)


Onde está a água da lagoa???

Sobraram as pedras para contar a história ...

E quase a terminar, com vista para Santiago do Escoural.

Obrigado!!!!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

EROSÃO

O vento bate, a chuva cai, o sol brilha, a lua ilumina, o calor estala, o frio congela.

Um dia, outro dia, um ano, outro ano ... e tudo vai mudando.

Como a chuva bate na pedra, como o vento dobra as árvores, 
como a rocha forma areia .... muito lentamente ... tudo vai mudando.


Voltei!
Voltei, fui ver a rocha e encontrei areia.
Voltei, fui ver a pedra e encontrei uma concavidade.
Voltei, fui ver a humanidade ... e o que encontrei???
os mesmos olhos e a mesma voz,
e mais, não encontrei.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

CHEGUEI AO MAR!!


Neste trilho diário caminhamos ... pé ante pé:
- um passo à frente
- um passo atrás
- três passos à frente
- dois passos atrás
- quatro passos à frente
- oito passos à frente

e ...

cheguei!!!! yupi!!!
e molhei o pezinho :)

domingo, 8 de outubro de 2017

CHEGOU O SILENCIO


Quando o teleférico pára,
desce o manto do Silêncio.

E com ele a beleza do Sol que se põe,
da Lua que se levanta,
das estrelas que cintilam,
das luzes que se refletem nas águas,
das cores e tonalidades que se formam,

para se despedirem de mais um dia.


Bye, bye criançada... tudo para a caminha :)

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

JARDIM À MODA ANTIGA

Um dia,
uma hora de almoço,
um local diferente,
uma paisagem diferente,
um som diferente,
e uma comida diferente.

Muita coisa diferente para criar um Tempo de descanso,
e fazer uma pausa.

Fui almoçar ao Jardim da Estrela:
- um jardim à moda antiga, com árvores altas, bem altas e de tronco grosso, sinónimo da antiguidade daquele jardim. E como os tetos altos, que são construidos nas igrejas para criar um ambiente de paz e silêncio, assim acontece com o ambiente criado naquele jardim.

- um jardim à moda antiga ... com coreto e tudo :)


- um jardim à moda antiga ... que ainda tem repuxo de pedra


- um jardim à moda antiga ... com variadas flores coloridas


E foi um almoço na esplanada mesmo encostada ao lago.


E com um super Som de papagaio  a esvoaçar entre as copas e a fazer as delícias dos clientes, que não passam indiferentes a este som tão exótico, que já começa a ser comum nos jardins da capital.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

AVE RARA

Encontrei uma Ave Rara,
com penas pretas e papo laranja.
Aparentemente até poderia ser comum, mas era rara no seu "piar".

Encontrei uma Ave Rara,
num banco de jardim.
Único ser numa manhã fria,
alegre e feliz, num pedaço de natureza plantado só para ela.

sábado, 30 de setembro de 2017

UMA TARDE NO GUINCHO


2. Entardecer na praia da Cresmina - Guincho
com Tempo para observar e esperar ...




Esta paisagem transmite-nos o pensamento:
Não lamentes o Sol ter desaparecido ... em breve terás a Lua ... :)


1. Caminhada na Duna da Cresmina
Do outro lado da estrada e em frente ao Hotel do Guincho pode-se entrar para o passadiço circular que permite a visita à Duna da Cresmina, de uma forma segura e sem danificar a natureza.
Com alguns bancos de madeira que permitem sentir a natureza por mais Tempo, apareciando as areias "penteadas" pelo vento, e as aves marinhas das praias ali tão perto. 













E foi uma tarde calma na zona do Guincho.